sexta-feira, janeiro 13, 2006

a esfinge continua...ao sabor das pseudo-sondagens.

Por incrível que pareça, continuam a repicar as sondagens, com amostras aleatórias, quiçá encomendadas para tentar creditações erróneas, alcandorando a esfinge, de riso sintético e forçado, a um pedestal que me parece de vidro. Mais uma ventania dos seus adversários e lá teremos pedestal e esfinge escacados. Baterei palmas, com entusiasmo, para que os deuses não sejam igualados por falsa divindade, precocemente elevada aos altares políticos da Nação.
Sem misticismo hilariante e louco, não pretendemos um falso mito, eivado de arrogância ilimitada e catapultado por gente que esqueceu as pragas que a esfinge deixou esparsas naqueles dez anos de falsa estabilidade, mas de loucuras gastadoras em benefício dos seus aduladores e dos poderes instalados. Jamais deverão esquecer as fortunas diárias que a UE entregava, e eram dissipadas num doentio clientelismo de interesses anti-populares, se lhe subtraírmos apenas os cerca de 50% enterrados em betão nacional, para um lobby de empresários de construcção civil, num comprometedor sigilo e "concubinato" de autarcas oportunistas. Nunca esquecer que a esfinge participou, perante a existência de tanto dinheiro de fundos (mesmo perdidos!), na criação das duplicações de tempo de serviço dos políticos, já excessivamente mordomizados, e aprovação de subvenções de reforma (fora a reforma normal) exuberantes e outras benesses e mordomias de empresários e gestores (boys do sistema), mas hoje procura renegar tal acto esquecendo-se que tudo aprovou, para miséria actual dum país em decadência económica e social, e acolitado pelo seu mais velho adversário nesta nova tentativa de regresso ao Limbo Lusitano.
Que ninguém se esqueça, mas acima de tudo, que os autores e fazedores de desgraças, não nos caiam do céu, como pesado granizo para reduzir a cinzas o pouco que nos resta.
É hora de Portugal acordar e rejeitar os falsos Messias, já que longe vai o tempo dos esperançados no Velho do Restelo.
É certo que o referido velho especou-se, mirando o horizonte distante, ali bem perto do Palácio de Belém, mas nada de meter o seu simbolismo dentro do mesmo Palácio.
Acordem portugueses, pois a esfinge é mesmo um mito que tentam catapultar para um pedestal que não merece, e as sondagens continuam a fazer crer que a esfinge já lá está e por conseguinte não valerá a pena lutar contra a mesma...mas olhem que vale! Vamos todos tentar derrubar a esfinge para que não permaneça perto do cume do pedestal que sonha ocupar.

2 comentários:

Paralaxe disse...

Amigo Domingos,

Peço desculpa por só agora agradecer o seu comentário ao meu Paralaxismo Sexual; não fui informado pelo Blogspot e tenho andado de volta de outros blogs e grupos.
Gostaria que me enviasse o seu endereço de e-mail para grupo-paralaxe(a)gmail.com, de modo a tentar explicar porque chamei ...Sexual.
- - - - -
Um abraxe do Paralaxe

lennyflynn9375391112 disse...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. So please Click Here To Read My Blog

http://pennystockinvestment.blogspot.com