sábado, fevereiro 19, 2005

amanhã é o dia D...vença a esquerda

Após tanto barulho, confusão, boatos e rumores, lá vem chegando o dia das decisões finais, em que alguém terá que tomar conta dos nossos destinos, para se resolver a nossa profunda deriva no mar das incertezas políticas.
Várias sondagens se efectuaram, mas a realidade amanhã nos dará as tais certezas que procuramos. Espero que tudo mude para melhor, e é nesta esperança que vivem todos os portugueses, mesmo aqueles que não vão poder votar, mas querem ficar seguros de uma futura boa governação que também os defenda à extensão global da sua cidadania.
Arrisco-me a fazer a minha previsão, sem números, mas por escalas de partidos. Assim prevejo que o PS ganhe uma maioria tangencial, acreditando no PCP como 3ª força, acima do BE e CDS-PP.
Espero, depois, que Sócrates não caia nos erros dos seus antecessores, incluindo Guterres, e que procure lavar a imagem da anterior governação PS que se deixou embalar por princípios erróneos, ao conceder também muitas mordomias e jobs for the boys. Que essa obcecação chegue ao fim, e olhem para um povo que necessita viver ao nível dos parceiros europeus, usufruindo do mesmo poder de compra e nível sócio-económico. Não nos deixem continuar a ser os terceiro-mundistas da U.E.
Continuarei a debater a acção governativa futura, sem contemplações e com a maior isenção possível.
Quero deixar expresso aquilo que pode ser um contrasenso em relação ao meu blog, mas quero que a abstenção seja a menor possível. Aqui basta-me falar em nome de uma reduzida fatia da população.
Comentarei também, à minha simples maneira, os resultados de amanhã.

Sem comentários: